Formada em Direito pela Puc-Rio, Manoela Monteiro atuou como advogada por 10 anos, até que a partir de 2015 começou a buscar caminhos alternativos, passando a explorar temas de seu interesse sem correlação com o Direito. Iniciava sua formação livre e, posteriormente, muitos desses temas passaram a ter papel central em sua pesquisa artística. De 2015 pra cá realizou cursos e estudos em psicanálise, artes, história da arte, criatividade e escrita. Em 2020 deixou a carreira jurídica para se dedicar exclusivamente à arte, por meio de pinturas e poesias.

“Conseguirá de relance tocar a haste pontiaguda da estrela mais brilhante sem se cegar ou deslumbrar?”

Instagram: @mamonteiro

O verso final de um de seus poemas parece dar uma pista do que a artista está tentando fazer por meio de suas experimentações artísticas: chegar perto daquilo que não se vê, do que está por baixo da superfície. Sua pesquisa gira em torno de temas como identidade, desejo e a força do desconhecido que age em nós mesmos e que não para de nos surpreender.
Por meio da palavra, de tintas e outros materiais como carvão, a artista explora os limites do possível, tentando ao máximo se deixar atravessar por fragmentos do mundo não-visível.
Em suas pinturas denota-se a busca por um equilíbrio delicado, alcançado por meio de um jogo de cores e formas muito peculiar:

Título: Meu Mergulho
Técnica: Acrílica e pastel oleoso sobre tela
Dimensões: 155x155cm
Ano: 2020
Créditos imagem: Mario Grisolli

 

Título: High Ballet
Técnica: Acrílica e pastel oleoso sobre tela
Dimensões: 60x80cm diptico
Ano: 2020
Créditos imagem: Mario Grisolli

 

Título: Microbiografia de tempos inquietos
Técnica: Acrílica e pastel oleoso sobre tela
Dimensões: 110x110cm
Ano: 2021
Créditos imagem: Thaiza Sartório